A dificuldade de usar o Windows

No texto do começo do mês (clique para ler) citei a dificuldade de aprendizado; de como até no meio científico mudar, sair da inércia, entrar em um novo contexto, por mais fácil que ele seja, é muito difícil. O desconhecido é muito temido e a força do costume é fortíssima - quem não lembra de Rubens Barrichello quando entrou na Williams. A equipe inglesa de Fórmula 1 teve que refazer o carro de Rubinho pois ele é da "velha-guarda" da F1, que sempre correu usando o pé direito para acelerar e frear. Mudar depois de tanto tempo é muito difícil. Só mesmo se fosse extremamente necessário o piloto brasileiro iria reaprender a correr.


No programa do dia 25 do Olhar Digital mostrou justamente isso, a dificuldade normal que as pessoas tem com conceitos desconhecidos. O vídeo mostra duas crianças que sempre usaram Linux e quando tem contato com o Windows estranham, acham difícil de usar. Veja:




Não é a primeira reportagem do gênero do Olhar Digital, exibido na RedeTV!, todo domingo às 15h30, a falar sobre esse tipo de dificuldade. Nesse mês de outubro foi ao ar um teste que fizeram com quem nunca usou Ubuntu. Assista:


Primeira parte: http://olhardigital.uol.com.br/central_de_videos/video_wide.php?id_conteudo=9514
Segunda parte: http://olhardigital.uol.com.br/central_de_videos/video_wide.php?id_conteudo=9561


Essa dificuldade natural que todo ser humano tem em aprender algo novo, algo desconhecido, é que faz muitos errarem ao dizer que certos softwares são difíceis de usar. Muitas pessoas, até empresas, gastam muito, muito dinheiro e deixam de fazer o que seria mais lógico, escolher pelo custo-benefício, porque não conseguem aprender, deixar o costume de lado e aceitar o novo.


Para ver que isso ocorre em todos os lugares, veja o exemplo da justiça no Brasil. A justiça em nossas terras é lenta, mas com o advento da informática o esperado era que ganhasse agilidade, coisa que não aconteceu, e não aconteceu por falta de interesse em investir em tecnologia no judiciário, mas sim por falta de usuário mesmo tendo a tecnologia que serve para facilitar.


De acordo com uma reportagem do Conjur, apenas 2% dos processos que passam pelo STF são eletrônicos. O mais espantoso é ler que muitos juízes nem celular usam. Fica claro que aprender um conceito novo é determinante para o sucesso de algo. Quanto mais radical a mudança, quanto maior a necessidade de um aprendizado, maior é a dificuldade de mudança de uma cultura que está entranhada.



Imagem destacada: capa do filme "Esqueceram de Mim" (Home Alone).

3 comentários:

A liberdade e o software livre

No texto sobre Stallman (leia), falei que o fundador da FSF tinha razão – tinha lógica – ao falar que “liberdade não é liberdade de escolhas”. Parece sem sentido e contraditório, como tinha falado, mas não é.


1 comentários:

Linux; por que a dificuldade de aceitação?

Em umas de suas explicações sobre a dificuldade da mudança de pensamento, Rubem Alves, em seu livro "Filosofia da Ciência. Introdução ao jogo e suas regras", fala sobre o pensamento comum: "A grande maioria está imersa em suas rotinas. Por que haveriam de mudar a tradição se tudo funcionou tão bem até agora?" (p. 173).


5 comentários: