Em estado esquizofrênico HP mostra que fazer besteira é com ela mesmo

Sabe quando você é pego de surpresa por uma onda grande e ela o joga para todos os lados? Pois é. Essa sensação de não saber o que fazer, para onde ir e nem saber onde se encontra é o que está acontecendo com a maior fabricante de computadores domésticos do mundo, a HP.


HP afirmou em agosto que estaria abandonando o segmentos de PCs (será que não estão contentes com a primeira posição?) e tablets, deixando até o WebOS, o fantástico sistema baseado em Linux que custou R$1,2 bilhão para tirar das mãos da Palm, morrer sem mais nem menos. O motivo, pelo menos no segmento de tablets, seria o fracasso da empresa nesse mercado. Mas por que a HP, marca renomada, fracassou nos dispositívos móveis?


Não parece haver outra explicação. O fracasso não foi por um produto ruim. O HP TouchPad não tinha um hardware excepcional, mas o sistema era fantástico, que fazia então o produto ficar bom, tão bom que está no ranking da PC World dos EUA como um dos 100 melhores produtos de 2011. WebOS sem sombra de dúvidas é um dos melhores sistemas operacionais do mercado! Mas por que não vendeu bem?




[caption id="attachment_785" align="alignright" width="365" caption="HP TouchPad com WebOS"]HP TouchPad[/caption]

Pense só. A referência no mercado é o iPad da Apple, que domina em absoluto. Quem quer competir com o iPad ou tem que ganhar os corações do consumidor, fazendo eles terem desejo insano pelo produto, ou revolucionar a indústria com algo inesperado, ou conseguir fazer um agrado para carteira dele, sem deixá-lo decepcionado mais tarde para não haver um boca-a-boca negativo.
A primeira alternativa é uma Guerra dos 100 anos. Ganhar do campo de distorção da realidade marketing da Apple é mais difícil do que chegar ao final de Contra. A segunda alternativa é algo que não acontece todos os dias e nem de uma hora para a outra. Portanto deve-se ficar, pelo menos no começo, com a terceira alternativa. Quer concorrer com o líder? Tenha um bom produto e tenha um preço muito mais baixo.


HP quando entrou no segmento de tablets fez o quê? Lançou um tablet com a inadequada arquitetura x86 (Intel) e um sitema completamente fora da realidade, o Windows “desktop” 7, que de maneira alguma deveria ser cogitado aos tablets, lançando também o bom TouchPad com WebOS. Todos com um preço absurdo de 500 a 800 Dólares (uau!). Resultado: não vendeu nada.
Confirmo minhas afirmações com o que ocorreu depois. HP, querendo livrar-se dos estoques dos tablets encalhados, começou a vender por meros 99 Dólares. Resultado: vendeu feito água.


O mais curioso foi que nenhum executivo da Hewlett-Packard prestou atenção na situação. Não acertou de primeira? Deveria ter acertado de segunda. A HP deveria primeiramente pensar em instalar uma boa base de usuários. Com uma boa base é possível ampliar as possibilidades de vendas, pois o “marketing de amigos” faz milagres, e é possível aumentar a base de desenvolvedores.
HP não fez nada disso. Ela realmente desistiu de fechar a divisão de PCs e voltou a planejar tablets novos. Com WebOS e preços baixou, certo? Nada disso. A empresa agora irá fazer um tablet x86 com Windows “desktop” 7 e custando 699 Dólares.


Acho que está na hora de trocar o CEO e o conselho, pois até o Seu Zé do cachorro-quente da esquina sabe que a gestão da HP está completamente perdida.

2 comentários:

  1. Mais um produto excelente que não vingou (WebOS), e o problema é realmente o preço.
    A HP já tinha anunciado apoio ao Windows 8, até aí tudo bem, agora cometer o mesmo erro novamente, que é o de usar Windows 7 nos tablets... Não dá para entender o que está acontecendo com eles.
    Acho que eles deveriam utilizar o orçamento de marketing para subsidiar o TouchPad, o marketing boca a boca daria muito mais resultado.

    ResponderExcluir
  2. Concordo Plenamente. O WEBOS é o Sistema mais funcional e interessante que eu vi nos ultimos tempos. O que eu não consigo entender é como a HP faz um esforço tremendo e gasta uma verdadeira fortuna para, simplesmente, abandonar o projeto e colocar um sistema operacional que não tem NADA a ver com o que foi investido e trabalhado. Alguem por favor dê umas boas palmadas no(s) CEO(s) da HP.

    ResponderExcluir