Guerra cibernética: EUA e Israel estão por trás do Stuxnet

Em 2010 especialistas da Symantec cantaram a bola: Israel fez o mais perigoso e complexo vírus de computador da história da humanidade, o Stuxnet, com objetivo de sabotar as centrífugas nucleares do Irã. Agora, em 2012, o The New York Times confirma que o software diabólico foi criado por Israel e seu fiel escudeiro, os EUA.


A história publicada pelo jornal afirma que o vírus começou a ser desenvolvido na administração Bush, mas foi executado na administração Obama. O presidente democrata autorizou o ataque com força total antes que o Irã estivesse protegido, já que por um erro técnico fez o vírus vazar, dando a possibilidade de ser criado uma vacina antes do esperado.

O plano, desenvolvido pelos EUA e executado por Israel era simples. Agentes do Mossad pegariam o vírus e colocariam por pendrive da rede interna da usina. E foi isso que aconteceu. Um dos planos mais ousados desde a Operação Cólera de Deus e o sequestro de Adolf Eichmann.

A praga é muito específica e poderosa. Stuxnet ataca sistemas SCADA/Windows de usinas nucleares e altera valores de controladores críticos. A intenção é realmente afetar o equipamento, tornando até inutilizável.



E o Stuxnet não está sozinho. Duqu, o vírus-irmão do Stuxnet, que provavelmente veio da mesma equipe de desenvolvedores, também causou preocupação e o Flame está aí para aterrorizar a todos.

Flame, por sinal, é mais complexo que o Stuxnet e o Duqu. Ainda não se sabe oficialmente de onde veio, mas claro, podemos supor que os EUA e Israel estejam por trás dessa também demoníaca praga, que rouba dados e intercepta comunicações.

Sim, é assustador mas real. O que parecia ser coisas da ficção científica agora está claro e expõe como o mundo está vulnerável à manipulações do Jogo de Poder, que atua mesmo quando há provas para selar a paz - Irã nunca desenvolveu ou desenvolve armas nucleares, ao contrário dos EUA e Israel.

Kapersky chegou a declarar que os vírus darão início a uma corrida armamentista no mundo, agora no mundo virtual, mas com consequências que podemos ver. E eles estão cobertos de razão. Além das guerras armadas onde trogloditas armados lutam, os nerds sith finalmente entrarão em peso no campo de batalha militar e geopolítico.

Infelizmente o mundo não aprende e a sede de poder parece mover o ser humano.



---

Referências:

Imagens:

Um comentário:

  1. [...] Leia o post sobre o assunto aqui: http://sinapseslivres.com.br/2012/06/guerra-cibernetica-eua-e-israel-estao-por-tras-do-stuxnet/ [...]

    ResponderExcluir